Como funciona um software para restaurantes?

Entenda, com a ajuda desde artigo, como funciona um software para restaurantes e veja se o seu negócio já é otimizado.

Sumário

Tempo de leitura: 16 minutos

Em seu dia a dia, restaurantes, lanchonetes e similares enfrentam diversos desafios, como alta carga tributária, pesada concorrência, subida de preços e falta de mão de obra especializada. Tudo isto dificulta a missão de entregar comida de qualidade e possibilitar uma renda digna para muitas famílias.

Neste texto você saberá como a tecnologia pode facilitar tarefas, otimizar resultados além de reduzir riscos e melhorar a sua competitividade em relação à concorrência, vendo como funciona um software para restaurantes.

Saiba como um software pode trazer uma gestão mais moderna, eficaz e ágil para o seu restaurante ou lanchonete.

Principais tarefas de um restaurante

Criar e manter um restaurante não é missão fácil, isto porque existem muitos processos simultâneos a serem administrados para que tudo ocorra como é esperado. De modo que a falha ou atraso de um processo pode afetar toda a cadeia produtiva.

Por essa razão, restaurantes, como qualquer empresa, precisam de uma gestão eficiente e de muita organização.

Veja as principais tarefas que estão inseridas na gestão de um restaurante, e sugestões de como superar os desafios mais comuns da área.

1. Legislação

Por trabalhar com comida, um restaurante deve ter um cuidado especial no cumprimento da legislação aplicável, sendo que uma violação a alguma lei ou ordem administrativa pode resultar no encerramento das atividades.

Constituir CNPJ bem como obter licenças e alvarás sanitários ou ambientais não basta, é necessário que as atividades do dia a dia estejam em consonância com o que determina a legislação. Por esta razão é importante, por exemplo, manter a higiene e limpeza em dia, até porque um restaurante está sujeito a fiscalizações surpresas da vigilância sanitária.

Manter um calendário para atualização de alvarás e documentos também é de suma importância.

2. Gestão de clientela

O seu cliente está feliz com seus produtos? O seu consumidor está satisfeito com o seu atendimento? Qual é a chance de seu cliente retornar ao seu restaurante? Todas essas perguntas somente podem ser respondidas pelo seu consumidor.

Quando o assunto é satisfação sobre o consumo de produtos e serviços somente o cliente poderá opinar, porque, afinal, é ele que está inserido diretamente na cadeia produtiva, isto é, é a clientela o alvo final de qualquer empresa.

De modo que saber a opinião de seu cliente é muito simples, basta perguntar. Claro que na gestão empresarial existem maneiras mais sofisticadas de fazer isto, como a realização de pesquisas, há diversos modelos disponíveis.

3. Gestão de pessoas

Pessoas são fundamentais para qualquer empresa, são elas que botam boas ideias em práticas, sendo que um bom restaurante precisa de mão de obra qualificada.

No entanto, lidar com pessoas não é fácil, mas a dificuldade é diminuída por meio de uma gestão de recursos humanos qualificada e humanizada, que pode captar o melhor colaborador para a função.

Na gestão de pessoas, um software pode ser útil, organizando e atualizando informações em tempo real.

Como funciona um software para restaurantes?

Não é porque algo sempre foi feito de uma forma que não possa ser otimizada e melhorada, na verdade, diversas atividades já não são feitas da mesma maneira há alguns anos por uma grande faixa do mercado.

Hoje, com a tecnologia, como a internet e inteligência artificial, o mundo está cada dia mais conectado, sendo o que antes era muito difícil e custo atualmente é muito simples e com despesa praticamente zero.

Isto porque a tecnologia não integra muitos setores do mercado, sendo cada vez mais utilizada, diante suas inúmeras vantagens. Acontece que aqueles que não aderem à tecnologia não somente deixam de usufruir das novidades, mas, ficam para trás, porque a concorrência atrairá mais clientes, porque as soluções tecnológicas possibilitam um serviço de mais qualidade.

No entanto, tecnologias também são um desafio, pois, é necessário capacitação e atualização para que as soluções tecnológicas sejam bem usadas e, assim, seja retirada todas as possibilidades e vantagens.

Portanto, aderir a esta nova realidade não é uma questão de capricho, mas, sim, uma questão de sobrevivência.

Veja como funciona um software para restaurantes abaixo.

1. Integração de equipamentos periféricos

Informação é tudo! Melhor ainda se a informação e controle de todos os equipamentos poder ser reunida em apenas um local, sem a necessidade de controlar fisicamente cada ponto do restaurante.

Em geral, restaurantes possuem muitos equipamentos, como balanças, catracas e cardápios digitais, de modo que a gestão disto tudo pode ser um pouco complexa.

RES Anota AI CARNAVAL2024 Banner top 06 02 24 1

Por exemplo, através de um sistema, que utiliza basicamente da ideia da internet of things – IoT, o que é pesado na balança já é registrado no sistema, bem o que é consumido pelo cliente, como bebidas, o que facilita a hora de pagar a conta, seja no caixa ou na mesa.

Chega de papelzinho ou comanda física, que podem ser facilmente perdidas ou manipuladas. Lembrando que a responsabilidade de gerir o consumo pertence ao restaurante, e, não ao consumidor, portanto, práticas como impor multas pela perda da comanda são abusivas, além de passar uma imagem negativa para a sua empresa.

Portanto, olha a facilidade que um sistema entrega para o seu restaurante, além de facilitar a cobrança colabora para a melhora da relação com o seu cliente.

Automatize seu WhatsApp e tenha uma gestão completa dos seus pedidospor um preço especial

Essa é sua oportunidade de ter atendente virtual, um ótimo sistema para os seus garçons, cardápio digital para o delivery, conseguir gerenciar seus pedidos e muito mais por um preço muito especial ! Não dá para perder, né? Preencha o formulário!

2. Automatização do atendimento

A gestão de um restaurante envolve a administração de muitas tarefas e funções simultâneas, o que muitas vezes pode ter uma dose de caos. Desta forma, a tecnologia deve ser vista como uma aliada na facilitação e simplificação do cotidiano de um restaurante.

Seja por delivery ou no atendimento ao local físico, é necessário entregar diversos pedidos simultâneos, sendo que falhas na comunicação podem causar diversos erros resultando na entrega de pratos de forma errada, afetando o andamento da cadeia produtiva bem como da imagem da sua marca.

Por meio de um software é possível otimizar o atendimento em substituição as tradicionais comandas e papéis, que possuem inconveniências como dificuldade de leitura da letra do garçom, esquecimentos e confusões, entre outras.

Já com o software a realidade é muito distante deste cenário drástico, isto porque o pedido chega diretamente à cozinha ou bar, sendo possível que o próprio cliente peça na mesa através de um cardápio digital ou ainda por meio de um tablet que garçons ou atendentes podem utilizar.

Desta forma, a cadeia produtiva do restaurante fica conectada de ponta a ponta, cada setor pode utilizar informações de outros. Por exemplo, na cozinha é possível que se saiba o que está sendo pedido bem como o que está em estoque.

Portanto, os pedidos são levados à cozinha de forma mais ágil, bem como o restaurante pode ter um melhor controle sobre a ordem dos pedidos, e, assim, evitar atrasos e confusões dentro da cadeia produtiva.

3. Maior controle de delivery

Você sabe onde está cada um de seus motoboys? Sabe dizer quais são as rotas mais comuns do seu delivery? Quais são as principais causas de demora na entrega? Restaurantes que integram tecnologias no seu dia a dia podem responder estas perguntas, e, assim, otimizar o controle de delivery.

Através de um sistema de restaurantes é possível ter um delivery mais otimizada e ágil, de modo que é possível saber com mais exatidão as entregas que foram cumpridas, e qual o tempo que cada motoboy levou para concluir a venda.

Um software pode entregar muitas informações sobre o seu delivery, como tempo e caminho feito por cada motoboy, as rotas mais consumidas, a relação entre o destinatário final e os produtos consumidor e muito mais. Desta forma, é possível utilizar estas informações para melhor gerir o controle sobre todo o seu restaurante.

Por exemplo, eventuais problemas, que causam falhas ou atrasos em entregas, podem ser resolvidos de maneira simples e com menos recursos.

4. Maior portabilidade

Abrir um restaurante muitas vezes significa ter que morar perto do local ou então estar fisicamente todos os dias para efetuar a gestão, pelo menos assim era sem a tecnologia.

Um sistema de restaurantes permite que a gestão, de qualquer etapa da produção, possa ser feita de qualquer local, basta ter a disposição um computador ou celular com acesso à internet, pois o software pode ser acessado de qualquer lugar.

E mais, um software de restaurantes permite acessar oportunidades que antes eram inviáveis, como abrir uma nova unidade em um local distante ou até mesmo fora do país. Ora, já que o sistema permite a gestão à distância, o seu negócio ganha uma expansão sem limites.

Como se vê, a portabilidade de um software de gestão de restaurantes não só traz praticidade e comodidade, mas, indo além, trazendo um oceano de oportunidades que antes pertenciam apenas ao campo dos sonhos.

5. Informação, dados e relatórios

Algumas mudanças, como a substituição de um fornecedor, podem trazer inúmeras consequências no cotidiano de um restaurante. No entanto, tais consequências muitas vezes são imperceptíveis, mas, apresentam sinais nos dados que podem ser coletados pela empresa.

Às vezes a troca de uma marca de macarrão por outro pode impactar na satisfação do cliente, o que implica diretamente na redução da taxa de vendas. Acontece que nem sempre haverá uma reclamação da clientela de forma direta, sendo que em muitos casos nem mesmo o consumidor sabe explicar a razão do seu descontentamento.

Já os dados não mentem, por meio da análise de informações, que pode ser feitas de diferentes maneiras e pontos de vista, pode entregar muito material para o restaurante sobre a sua cadeia produtiva.

Por exemplo, no caso da troca de um produto por outro, pode, a partir da data da mudança, verificar que houve uma queda progressiva no retorno financeiro ou redução do consumo de determinados itens, o que indica uma relação entre a substituição da matéria-prima e na queda do desempenho.

De forma oposta, por exemplo, uma nova disposição de mesas ou uma nova rota de delivery, pode trazer uma redução de tempo de entrega entre a cozinha até o cliente, seja na mesa ou na residência, o que terá impacto direto na satisfação da sua clientela.

Como se vê, a tecnologia pode entregar muita informação, de diferentes naturezas, que se utilizada de maneira inteligente pode reduzir custos, otimizar resultados, afastar riscos, evitar desperdícios e muito mais.

Dessa forma, saber como funciona um software para restaurantes torna a sua missão mais leve, não só diminuindo o peso de desafios, mas trazendo novas soluções e ferramentas para que empresários possam alcançar novos e mais elevados patamares, que antes sequer eram pensados.

Gostou do nosso artigo? Então, que tal aproveitar a visita para fazer nosso teste grátis de 7 dias? Faça seu cadastro agora mesmo e dê ao seu delivery um upgrade! Você vai ter cardápio digital, pagamento por pix automatizado, vai conseguir atender todos que entram em contato com o seu delivery ao mesmo tempo e muito mais! Preencha o formulário para ver como é!

Compartilhe o conteúdo nas redes sociais:

Ano novo, vida nova e mais vendas para o seu delivery!

Essa é sua oportunidade de ter atendente virtual, um ótimo sistema para os seus garçons, cardápio digital para o delivery, conseguir gerenciar seus pedidos e muito mais por um preço muito especial ! Não dá para perder, né?
 

Venda pelo WhatsApp

Histórias de Sucesso

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

Já são mais de 15 mil restaurantes com WhatsApp automatizado.

Você quer fazer parte disso?

atendimento com anota ai