13 comidas de rua coreanas para vender

Você sabe quais são as comidas de rua coreanas mais populares para vender? Leia o nosso artigo e conheça pratos que vão te ajudar a vender mais!

Sumário

Tempo de leitura: 16 minutos

Você sabe quais são as comidas de rua coreanas mais populares para vender? Conhecer essa culinária pode te ajudar a alavancar as vendas do seu negócio de maneira bastante significativa. Porém, é claro, é preciso se aprofundar para conseguir os resultados que tanto espera alcançar quando falamos de restaurantes.

Contudo, vender comida de rua coreana pode ajudar bastante o seu negócio a alcançar bons resultados em geral. Atualmente, segundo dados da Abia, a indústria alimentícia fatura cerca de R$ 898 bilhões por ano, apenas no Brasil. Parte disso é destinado ao consumo de pratos coreanos, cada vez mais comuns em nosso país.

Por conta do crescente interesse na cultura sul-coreana, isso acabou se tornando mais comum no Brasil. E para te ajudar a surfar nessa onda de popularidade, preparamos este artigo, apresentando algumas comidas de ruas coreanas. Venha conferir!

Quais são as melhores comidas de rua coreanas para vender mais?

Enfim, vamos falar sobre as comidas de rua coreanas, que podem te ajudar a alavancar as vendas. O interesse nesse tipo de culinária está crescendo cada vez mais, e por isso, investir nessa área pode ser algo interessante. Por esse motivo, separamos alguns pratos típicos do país para que você os adicione ao cardápio do seu restaurante. Confira!

Buscando formas de automatizar os pedidos do seu delivery?

Essa é sua oportunidade de ter atendente virtual, um ótimo sistema para os seus garçons, cardápio digital para o delivery, conseguir gerenciar seus pedidos e muito mais por um preço muito especial ! Não dá para perder, né? Preencha o formulário!

1. Tteokbokki

Esse é um dos pratos mais comuns do país, seja quando falamos de comidas de rua ou não. Com uma mistura interessante de doce e picância, ele, atrás do Kimchi, é o prato mais famoso da Coreia do Sul. O sabor é delicioso, e os temperos do Tteokbokki são o que faz com que ele seja tão especial.

O prato é composto de um bolo de arroz, que é cozido em gochujang, uma pimenta que é doce e picante ao mesmo tempo. Além disso, outros temperos podem ser adicionados, para realçar o sabor e oferecer algo diferente. Alguns restaurantes, da própria Coreia do Sul, adicionam queijo e carne no preparo, por exemplo.

Por isso, você tem a oportunidade de trabalhar a sua criatividade durante o preparo desse tipo de prato. Contudo, fica aqui um alerta, já que parte do povo brasileiro não gosta de comidas totalmente picantes. Por esse motivo, no momento do preparo, é interessante dosar um pouco, para que não fique desagradável ao cliente.

2. Kkochi Eomuk

O Kkochi Eomuk é um prato bastante diferente, afinal de contas é um espeto que não é frito, algo não tão comum de ser visto. Aqui, estamos falando de um bolo de peixe que é fervido em um caldo, e não assado ou frito. Além disso, legumes são servidos em conjunto, o que ajuda a formar uma mistura bem interessante com caldo.

Por ser um prato com caldo, é bastante popular de ser vendido no inverno na Coreia do Sul. Em nosso país, por contar com um clima mais quente, pode ser um pouco mais difícil de encaixar o prato em seu cardápio. Contudo, como as noites não costumam ser quentes, essa pode ser uma alternativa interessante.

3. Twigim

Esse prato é para quem gosta de saborear lulas, já que se trata delas fritas no “estilo Twigim’. Além disso, diversos outros ingredientes também são adicionados, para dar um sabor único. Por mais que não pareça, até mesmo ovos cozidos podem ser adicionados em um Twigim, o que o ajuda a se diferenciar de outros pratos.

Além disso, batata-doce, camarão e diversos outros vegetais também podem estar presentes nesse rapto. Tudo isso revestido de uma casca crocante, que é um dos diferenciais do prato. Aqui você pode comer frituras e ainda contar com outras texturas dentro do seu prato.

Além disso, é possível fazer Twigim de diferentes sabores, o que te dá mais liberdade para criar. Caso queira criar uma versão brasileira, para diferenciar o seu estabelecimento, não tem nada que te impeça. Entretanto, cuidado para não exagerar e acabar sendo visto de maneira negativa pelo público.

4. Bungeoppang

Essa é uma das comidas de rua coreanas mais chamativas, pois conta com uma massa em formato de peixe. Por isso, pode ser um pouco difícil de ser feito por quem não tem experiência em modelar dessa forma. Contudo, com trabalho e prática, é possível conquistar resultados bastante satisfatórios nesse sentido.

Em todo caso, o Bungeoppang é feito de uma massa composta de margarina e farinha, que levam feijão-vermelho como recheio. Contudo, o fogão é grelhado, em fogo alto, e o seu ponto pode acabar variando. Cada local pode ser o seu próprio tempo, e por isso, os sabores nem sempre acabam sendo os mesmos.

De toda forma, caso queira sempre ter o mesmo resultado, procure usar os mesmos ingredientes e cozinhar o tempo no fogo. Dessa maneira, vai padronizar a sua produção e os números de reclamações tendem a diminuir. Essa é uma boa maneira de se precaver em relação aos problemas que podem surgir para o seu negócio.

5. Hotteok

Aqui estamos falando de um tipo de panqueca coreana, que conta com farinha glutinosa e arroz em sua composição. Além disso, o açúcar é indispensável em seu preparo, sendo comum o uso da sua versão mascavo. Além disso, nozes, frutos-do-mar e legumes são recheios comuns de serem encontrados nesse tipo de prato.

De toda forma, o prato, geralmente, é redondo, apesar de que, atualmente, isso está mudando. Já é possível encontrar Hotteoks de diferentes formatos, e você também pode inovar. Porém, treine bastante, pois manusear esse tipo de massa pode acabar não sendo tão simples quanto muitas pessoas imaginam.

6. Jokbal

Para quem gosta de carne de porco, esse prato pode ser excelente para adicionar ao seu cardápio. O Jokbal é composto de pé de porco cozido, junto de vinho de arroz, especiarias que podem ser alteradas, e molho de soja. Porém, como estamos falando de comida da Coreia do Sul, é interessante usar temperos picantes.

RES Anota AI CARNAVAL2024 Banner top 06 02 24 1

Inclusive, as versões mais tradicionais são picantes, apesar de poderem ser alteradas de acordo com o seu gosto. Como a pimenta forte não é algo tão bem-visto no Brasil, é interessante não pesar a mão nesse tempero. Apesar disso, sinta-se livre para criar e tentar imprimir a marca do seu restaurante no seu preparo.

7. Odeng

O Odeng é um petisco saboroso, sendo um bolinho de peixe com massa de amido e outros ingredientes. Em sua composição, ainda leva vinho de arroz, farinha, e diversos tipos de especiarias. Dessa maneira, acaba sendo uma excelente alternativa para ser adicionada ao cardápio do seu estabelecimento.

Ele pode ser comido frito, ou ainda acompanhado de um caldo encorpado, para os dias mais frios. Além disso, a sua composição pode ser feita com temperos diversos, no lugar das especiarias. Dessa forma, é possível dar a sua própria cara no momento de preparar o Odeng, ajudando a construir a sua própria identidade.

8. Kimbap

Essa é uma das comidas de rua coreanas que podem te ajudar a alcançar bons números de vendas. Isso porque o Kimbap se parece muito com o sushi japonês, já que a sua aparência é idêntica. Logo, estamos falando de uma porção de arroz que é enrolada em alga, e o recheio é o que faz com que esses pratos sejam diferentes entre si.

O Kimbap, por exemplo, conta com recheios de ovos, queijo, cenoura, lula e outros pratos da Coreia do Sul. Esse é o ponto que faz com que ele seja diferente do sushi, porém, não deve afastar os clientes. No fim das contas, pode ajudar a atrair mais pessoas, por conta de toda a familiaridade com a culinária vinda do Japão.

9. Patbingsu

Se você quer ter ideias de doces para vender, esse prato pode ser bastante interessante para seu cardápio. Aqui, a base é feita de raspas de gelo, que são acompanhadas de feijão-vermelho e outros ingredientes. Na Coreia do Sul, por ser um prato gelado, geralmente é mais produzido no verão, apesar de ser fácil encontrar em outras estações.

De toda forma, o doce pode contar ainda com outros ingredientes, e você pode mudar conforme sua vontade. Entretanto, é interessante manter a mesma base, para não descaracterizar demais a culinária. Nesse caso, é sempre bom ter uma sobremesa no cardápio, e essa pode ser uma boa alternativa para seu estabelecimento.

10. Pajeon

Muito parecido com uma omelete, o Pajeon é um tipo de panqueca, que leva ovos em sua massa. Além disso, farinha de arroz e de trigo, além de cebolinha, fazem parte da sua produção. Quanto ao seu recheio, pode acabar variando, assim, você tem total liberdade de fazer as mudanças que achar necessário.

Contudo, carne de porco e frutos-do-mar são os recheios mais comuns, além de outros pratos da própria culinária sul-coreana. Por isso, pode ser um prato que se mistura muito bem com outros, servindo como uma massa por fora. Não deve causar estranhamento no público, pois, como dissemos, se parece muito com uma panqueca.

11. Dakkochi

Uma das comidas de rua coreanas favoritas do público em geral são os tradicionais Dakkochi. Aqui, estamos falando de espetos de frangos grelhados em um molho picante, sendo comumente usando o gochujang. Por isso, mais uma vez, vamos lidar com um prato com o sabor da pimenta realçado, logo cuidado no momento do preparo.

Além desses temperos, ele também conta com um molho de soja no momento de ser grelhado. Isso faz com que o seu sabor seja diferente de outros pratos que tenham o gochujang em sua composição. De toda forma, combina muito bem com Soju, a bebida mais tradicional do país, e que conta com teor alcoólico alto.

12. Sotteok Sotteok

Esse prato é uma espécie de espetinho, e por isso, pode ser adicionado ao cardápio de uma petiscaria, por exemplo. De toda forma, por conta de sua praticidade para ser ingerido, é muito comum ser encontrado nas ruas. Ele é extremamente popular entre os jovens, e por isso, no Brasil, pode conquistar excelentes vendas.

O prato é composto de uma linguiça e um bolo de arroz, juntos em um espeto, um por um, como se fosse um espetinho. Depois de montagem, ele é assado em uma grelha, para alcançar o ponto desejado. Porém, tudo é feito no molho gochujang, o mesmo usado no Tteokbokki, por isso, já podemos imaginar o quanto é picante.

De toda forma, os pratos são deliciosos, e podem servir para quem quer algo para “beliscar’ no seu restaurante. Você pode sugerir esse prato para clientes que querem experimentar uma espécie de espetinho coreano. No Brasil, tem tudo para fazer ainda mais sucesso com o público em geral.

13. Sundae

Apesar do nome parecido, não estamos falando sobre o sorvete que é tão famoso em nosso país. Aqui, estamos tratando sobre uma das comidas de rua coreanas que mais fazem sucesso em seu país. Trata-se de uma linguiça de porco, ou ainda de sangue de vaca, que é cozida totalmente a vapor, para alcançar o ponto correto.

A textura do prato é um dos pontos que fazem ele ser tão diferente, pois lembra muito a borracha. De toda forma, apesar da ideia não parecer tão apetitosa para muitas pessoas, o sabor é bastante agradável. Em alguns casos, o Sundae também conta com intestinos no vapor, o que pode acabar afastando algumas pessoas.

Em todo caso, ainda assim, são pratos muito populares nas ruas da Coreia do Sul, tanto que existe uma rua que vende apenas isso no país. É possível adicionar diferentes temperos para criar o sundae e, por isso, são diversas as variedades. Por isso, se quiser adicionar algo diferente ao cardápio, e usar a criatividade, essa é uma boa opção.

Conclusão

Como você pode ver, são várias as comidas de rua coreanas que podem ser adicionadas ao seu cardápio. Conhecê-las é algo interessante para quem quer ter um diferencial a ser oferecido no mercado atual. Os pratos são bem diferenciados e podem agradar a um público cada vez mais sedento por comidas diferentes.

De toda forma, aprofunde seu conhecimento sobre culinária sul-coreana, para conseguir alcançar mais destaque no mercado. Quanto mais souber, e estudar para replicar pratos, maiores são suas chances de sucesso. O interesse nessa área está crescendo muito, e por isso, aproveite para alcançar os resultados que tanto almeja no ramo alimentício!

Gostou do nosso artigo? Então, que tal aproveitar a visita para fazer nosso teste grátis de 7 dias? Faça seu cadastro agora mesmo e dê ao seu delivery um upgrade! Você vai ter cardápio digital, pagamento por pix automatizado, vai conseguir atender todos que entram em contato com o seu delivery ao mesmo tempo e muito mais! Preencha o formulário para ver como é!

Compartilhe o conteúdo nas redes sociais:

Ano novo, vida nova e mais vendas para o seu delivery!

Essa é sua oportunidade de ter atendente virtual, um ótimo sistema para os seus garçons, cardápio digital para o delivery, conseguir gerenciar seus pedidos e muito mais por um preço muito especial ! Não dá para perder, né?
 

Venda pelo WhatsApp

Histórias de Sucesso

Não perca nenhuma novidade!

Assine nossa newsletter para ficar por dentro das novidades.

Já são mais de 15 mil restaurantes com WhatsApp automatizado.

Você quer fazer parte disso?

atendimento com anota ai